quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Me virou de costas...

Saímos de Paris em direção a Antwerpia, cidade portuária da Bélgica, no carro estávamos eu, Jean Marc, Marie Claire e sua secretária Michelle. Chegamos à tarde no porto de Antwerpia e fomos classificar os lotes de matérias que haviam chegado no dia anterior, direciona-los para os devidos clientes e no meu caso fazer a classificação quanto a qualidade dos produtos. Após algumas horas de trabalho fomos jantar é um belo restaurante, pequeno, aconchegante e de comida fantástica e aproveitamos para degustar algumas garrafas de vinhos e jogar conversa fora. Como no outro dia era feriado na França, não tínhamos pressa em voltar cedo e entramos pela noite, saímos do restaurante, e fomos passear um pouco pelas ruas antigas dessa linda cidade. Determinado momento entramos na rua do comercio sexual, vitrines com belas mulheres semi-nuas, cartazes das boates, valores dos programas. Na rua ficavam os travestis e garotos de programa, ale dos traficantes, nos abordavam oferecendo um leque enorme de drogas, nessa hora lembrei de Strasbourg, que é o lugar de maior concentração de vendedores de drogas que já tenha visto. Aquele clima erótico na rua, o vinho na alma, comecei a olhar para a Michelle, branca, quase 1,80, acho que uns 40 anos de idade, muito bonita, embora tivesse um ar autoritário, mas que foi contornado pelo vinho, ela deu umas olhadas, brincou comigo, perguntou se não queria entrar em alguma casa de prostituição e pegar uma mulher, e que ali teria uma variedade enorme para escolher, asiáticas, africanas, brasileiras, escandinavas e de onde quer que eu pensasse. Respondi que não, pois sou do tipo que gosta de conquistar e que meu objetivo era outro. Andamos mais um pouco pela cidade e fomos para o Hotel, cada um com seu quarto, todos no mesmo corredor, e quando demos boa noite disse que ficaria esperando por ela (em tom de brincadeira e para todos escutarem). Tomei um banho, fui apreciar a vista noturna pela janela, fechada, afinal lá fora estava em torno de 10 graus negativos, e comecei a pensar na Michelle, deitei e comecei a me masturbar pensando naquela francesa alta e de ar autoritário, fiquei imaginando como ela iria ser perversa comigo e de repente uma batida na porta, levantei da cama já imaginando a cena, nem coloquei uma roupa, fui nu e com uma bela ereção!!! Abri a porta, Marie Claire olhou pra mim e perguntou se eu estava esperando por alguém, sem tirar os olhos do meu pênis, disse que estava esperando alguém para terminar o que tinha começado e ela me perguntou o que era, peguei sua mão e a fiz pegar no meu pau completamente duro e latejando, a porta ainda estava aberta, ela ainda do lado de fora e começou a me masturbar, entrou, fomos pra cama, ela sentou e começou a me chupar. Esperava Michelle, mas pra minha surpresa veio sua chefe, Marie Claire, chegando aos cinqüenta anos, meio fofinha, branca como leite, cabelos curtos e bem loirinhos, seios fartos e bicos rosados, minha primeira buceta de pelos lorinhos, estava bem peluda, tipo aquelas mulheres da Playboy anos 80. Ela chupava com tanto carinho, um misto de boca e mãos, me masturbava gostoso, sabia como pegar, com apertar, soltar, girar...uma boca macia e experiente!!! Pediu para que apertasse seus seios com força, então a mandei sentar em pau e ficava metendo enquanto apertava seus seios, puxava-os com força, mordia, beliscava, ela estava ficando louca de tesão, puxou minhas mãos, mandou que eu me virasse, ficando de bunda pra cima, estranhei, pegou sua buceta peluda e colocou em meu traseiro, abriu com as mãos e senti sua buceta gordinha no meu rabo, ela começou a se mexer, freneticamente, puxava seus seios com força e fazia como se estivesse me penetrado com aquela buceta, fiquei assustado no inicio, mas depois gostei daquela situação, e ela me enrabando, gemendo, e mexendo, então ela meteu as unhas nas minhas costas e gozou, tremia e parecia que queria entrar com seu corpo em meu rabo!!! Quando tirou suas unhas de minhas costas a virei, tentei chupa-la, queria sentir o gosto de seu gozo, mas ela estava tremendo e empurrava minha cabeça pra longe de sua buceta, então penetrei aquela buceta encharcada, comecei a meter, ela estava mole, me pediu alguns minutos, eu disse que não, pois estava excitado de mais para parar, então ela pediu para que a deixasse me masturbar, pois queria ver meu gozo saindo, deixei, foram longos minutos de masturbação, quando ela percebia que eu iria gozar ela apertava meu pênis e parava, eu já estava subindo pelas paredes e ela brincando com meu pau. Gozei, foi um jato forte que bateu em seu rosto, ela continuou me masturbando, fez sair tudo e começou a lamber minha barriga, lamber meu gozo, chupar meu pau latejante, me deixou completamente limpo. Se deitou em cima de mim, me beijou, transamos e nos divertimos a noite inteira, me mostrou o quanto uma mulher experiente pode dar prazer e sentir prazer...foram outras e outras gozadas, eu só gozei novamente quando o dia estava amanhecendo, tomamos um banho, ela foi pro seu quarto trocar de roupa, pois havíamos marcados de com os demais de nos encontrarmos no hall do hotel às 8:00hs para seguirmos de volta a Paris. Bem, voltei tirando uns cochilos, ainda bem que não estava dirigindo, ela, dormiu a viagem inteira. Pena que não viajamos mais juntos, e na cidade era inviável, ela era casada.

13 comentários:

Cris Rubi disse...

Humm, interessante.
Obrigada por me acompanhar.
bjinhus carinhosos

EU SOU NEGUINHA disse...

Passadinha para agradecer a visita,ler seu blog e linkar vc..risos..
Beijos alucinados

GueGue disse...

Uhhuuu hein!!
Tu deve ser muito encantador hein, que deixa as mulheres louquinhas!! hahhah
Nao importa a nacionalidade!!
uau! hehe
Volte sempre Sr. Volupté.

Momentos...volupté! disse...

Hahahaha...GueGue, digamos que fui um bom aluno e com professoras fantásticas.

Madame Poison disse...

Qual o fundo musical desta cena? La vie en rose? rs

"Il me parle tout bas,
Je vois la vie en rose..."

' Rôh disse...

hehehhe, realmente!
Cara feito de açucar, é? kkkkkkkkk
Seria interessante ilustrar seu contos. XD

Abração, Sr. Açucar. XD

suavesencantos disse...

Q texto delicioso,sensual,gostei muito,


bjos.

unno disse...

Blog EXCITANTE…
Parabéns!!!!
Vou voltar …

Lovely Miss D disse...

Obrigada pela visita :-)

EU SOU NEGUINHA disse...

Aguardo seus momentos ao telefone...risos.
Beijos insanos

Momentos...volupté! disse...

EU SOU NEGUINHA...on.line né??? vou escrever...

EU SOU NEGUINHA disse...

só podia ser aquariano...rssssssssssss
Esperando aqui,ansiosa

Madame Poison disse...

Caríssimo Voluptuoso,

Nunca vamos ser 100% como pais. Por mais amor, mais carinho, sempre vamos pecar por algo. Porém, melhor pecar por muito do que por nada.

Quanto às mulheres, nossa...
Existem tantas e tantas mulheres ainda com uma mentalidade tão primitiva que chega a dar ódio. Feliz mente isso está mudando...um dia chegamos lá!

Abraços venenosos.