sábado, 25 de julho de 2009

Lembranças da adolescência...I

Não sei se já comentei aqui, mas minha primeira experiência sexual foi aos 13 anos com a empregada da casa de um amigo da rua onde eu morava. Na verdade acho que a maior parte dos garotos têm sua iniciação com as empregadas domesticas, acho que por isso minha mãe nunca deixou entrar uma que não fosse velha e feia. Minha primeira experiência foi uma merda, mas da segunda em diante as coisas foram gradativamente melhorando, pegando experiência. Na frente da casa dos meus pais tem um prédio grande, muitos apartamentos e conseqüentemente muitas empregadas domesticas, que hoje são as secretárias do lar. Entre todas existiam as safadas, a da casa do Marcelo, branca de cabelo enrolado, meio fortinha, devia ter uns vinte e poucos anos. Era bem safada, eu e o Marcelo íamos estudar na sala e assim que podíamos mandávamos o irmão do Marcelo, juntamente com meu irmão, que ia comigo justamente pra esse fim, brincar no play do prédio, portas fechadas, chamava nossa professora safadinha, que já vinha nua para a sala. Seios enormes, uma pele bem branca, buceta bem peluda, olhas o fim dos anos oitenta e toda aquela cabeleira bucetal. Nisso eu e Marcelo tirava no par e impar pra ver quem ela iria deixar meter o pau primeiro, embora o outro fosse chupado, mas o tesão era enfiar o pau naquela buceta grande. O tesão era grande que em menos de 2 minutos já se gozava, ai era a vez do outro e ai ela fazia a limpeza com sua boca, pau sempre duro, sem pêlos, ela amava lamber nossos testículos. Depois trocava novamente e gozava em sua buceta, passávamos uma parte da tarde naquela brincadeira! As notas estavam ficando ruim, mas quem queria saber disso?! Era o paraíso, quase todas as tardes era aquela diversão. Nessa brincadeira se foram bons meses, mas ai a mãe do Marcelo pegou o marido comendo a nossa professora e acabou nossa farra! Separação, confusão e o Marcelo se mudou. Foi uma pena, pra ele, eu continuava sendo comido por outras empregadas da rua, mais duas no mesmo prédio, mas ai não tinha desculpas de ir estudar na casa do Marcelo, tinha que aproveitar algum momento que elas tinham livre pra ser “comido”, além da moreninha escura que trabalhava na casa ao lado da casa dos meus pais. Era só pular o muro... Ainda tinha mais uns 2 anos nessa farra toda, mas são outras histórias.

7 comentários:

Madame Poison disse...

Só não gostei muito da ilustração...¬¬

Momentos...volupté! disse...

Eu também não gostei depois de ter postado...

Beijão

Momentos...volupté! disse...

Pronto, nova foto!!! Bem melhor!!!

Madame Poison disse...

É...esta melhor...aquela estava mais pra pornô trash...rsrs
Esta está com aquele ar erótico não depravado...hehe!

Estás precisando dar um up neste teu acervo...rs!

{Åmar ¥asmine}_ÐEXPEX disse...

Huuuummmm... porque será que as coisas que cheiram a pecado são as mais instigantes e gostosas???

Minhas primeiras experiências, também deliciosas, foram na cadeira de um dentista que tinha 30 anos mais do que eu. Ele não resistiu à tentação de fazer sua a adolescente loirinha e ela até hoje é grata a ele por tudo que naquela cadeira aprendeu.

Vivências inesquecíveis, guardadas a sete chaves numa caixa de prata, no fundo do coração, pra que não se perdessem com o tempo.

Sentindo falta da tua presença no meu blog.

Besos de puro mel!

Larissa. disse...

Nossa, vc sempre com tantas histórias pra contar!
Muito bom ...
bjs
;*

Loira e Morena disse...

Nossa en, começou cedo..rs
Suas história são sempre otimas!
Boa semana!

Beijaooo da morena!